Professora desenvolve projeto intitulado “E-book Fotopoesia” para despertar novos poetas

A professora Leila Pontes da área de Língua Portuguesa do Instituto Federal do Paraná (campus Umuarama) é idealizadora do projeto “E-book – fotopoesia”. A atividade foi desenvolvida com os alunos dos primeiros anos dos cursos de Química e de Informática do ensino médio. O projeto visa relacionar conteúdos trabalhados em sala de aula a práticas que despertem, no aluno, o gosto pela linguagem poética; a descoberta de suas potencialidades de escrita e de interpretação; a valorização à natureza, às pessoas, a detalhes simples e valiosos da vida.
Neste projeto, após orientações teóricas, os discentes fotografam detalhes à sua volta: coisas, pessoas, objetos, animais…que, no dia a dia, não são observados, não são percebidos, não são valorizados. Ressignificando-os, os alunos dão-lhes o valor devido. Após esse momento, eles produzem textos poéticos sobre as imagens. É a hora de parar, de sentir, de refletir…de interpretar o que têm à sua volta e de colocar não só o conteúdo em prática, mas também o seu “eu”, as suas impressões. Segundo a professora, “Muitos dos alunos nunca tinham feito poemas antes e, neste momento, descobrem-se poetas. Eles mesmos se surpreendem e se encantam com o que são capazes de fazer. É muito gratificante! Eu fico muito emocionada com o que me chega às mãos. Eu mesma leio alguns poemas várias e várias vezes! ”.
A docente ainda acrescenta: “Alguns alunos não param mais de escrever. Me trazem textos para juntos dividirmos o encantamento com a linguagem, para refletirmos sobre a escolha das melhores palavras, sobre os efeitos de sentido possíveis. Eles estão em processo, acredito que trabalhar o humano, fazê-los enxergar o que têm de melhor é um desafio, mas é um desafio saboroso para nós docentes”. Em relação à escola, Leila Pontes afirma que “O Instituto é um lugar de possibilidades. É maravilhoso trabalhar aqui! Tudo coopera para que as coisas deem certo: a equipe diretiva, os demais colegas de trabalho, a estrutura…dá para fazer muita coisa bacana! Sinto como se estivéssemos abrindo janelas para muitos que estavam em um espaço bem fechado, restrito e até mesmo sem sonhos. O IF faz isso! Eu tenho apenas uma pequena parcela nisso tudo”.
O resultado do projeto “E-book fotopoesia” está aqui disponível para que todos leiam. Deliciem-se com a poesia destes aventureiros das letras!

Confira todos os e-books no Google Drive.

Fotos: