O Instituto Federal do Paraná – Campus Umuarama promoveu a 5° Olimpíada IFPR de Robótica

Nesta terça-feira (15), em Umuarama, o Instituto Federal do Paraná (IFPR) de Umuarama promoveu a 5° Olimpíada IFPR de Robótica. Alunos do ensino médio técnico do IFPR e do SESI participaram da competição. Os participantes competiram nas categorias “Resgate (OBR)” e “Seguidor de Linha”. Houve em torno de 30 participantes na olimpíada, divididas em 6 equipes para a categoria “Resgate (OBR)” e 3 equipes para o “Seguidor de Linha”. O primeiro colocado de cada categoria foi classificado para a etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) em Foz do Iguaçu-PR dia 12/06. A equipe campeã de ambas as categorias foi a Baymax, com os estudantes, Eduardo Benedeti, Fábio Ortiz, Gabriel Siqueira e João de Paula.

A competição tem por objetivo disseminar a cultura da Extensão Tecnológica e de preparar os estudantes para competições regionais, nacionais e internacionais da área. Além disso, os alunos aplicam conceitos que podem viabilizar inovações tecnológicas diversas como, por exemplo, carro autônomo, engrenagens e mecanismos mecânicos, programação de vários tipos de máquinas, entre outras que são de interesse da indústria. Um dos pontos importantes da olimpíada é promover, incentivar e disseminar a robótica pelo Brasil, visto que é uma área motivadora e deve semear os desenvolvimentos tecnológicos no Brasil, e no Mundo, nos próximos anos.

Missão da Olimpíada

A missão se caracteriza por simular um ambiente de desastre em mundo real onde o resgate de vítimas precisa ser feito por robôs. Em um ambiente hostil, o robô precisa ser completamente autônomo para cumprir sua missão de seguir uma trilha cheia de obstáculos e desafios. O robô deve ser ágil para superar terreno hostil (redutores de velocidade) sem ficar preso; atravessar terrenos desconhecidos (gaps na linha) onde a trilha não pode ser reconhecida; desviar de escombros (obstáculos) e subir montanhas (rampa) para conseguir salvar a vítima (bolinha), transportando-a para uma área segura (ponto de evacuação) onde os humanos podem assumir os cuidados da vítima.

Confira algumas fotos: